28/set

Tiago Tito pede para participar da plenária direto do presídio Nelson Hungria

A Justiça de Minas Gerais decidiu na última quinta-feira (23) a  reintegração do mandato do vereador Tiago Tito (PSD) na Câmara Municipal de Nova Lima, cidade da região metropolitana de Belo Horizonte. A determinação ocorreu por mandado de segurança acolhido pelo juiz da 1ª Vara Cível do município Kleber Alves de Oliveira.

Contudo a Câmara Municipal ainda não havia sido notifica até a tarde desta segunda-feira (27), desta forma o jurídico aguardava para tomar alguma decisão. Informações obtidas pelo Jornal Minas, são que a casa foi notificada e o vereador enviou um oficio solicitando a participação da reunião desta terça-feira(28) direto da penitenciária Nelson Hungria, onde se encontra preso desde maio deste ano.

O parlamentar é acusado de “rachadinha”, prática em que salários de servidores públicos do gabinete do político são devolvidos, em parte, a ele. Tito ainda é suspeito de fraude em licitações e ameaças a uma funcionária que, conforme o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), não teria aceitado participar do esquema.

Por Thiago Carvalho

JORNAL MINAS reforça seu compromisso com o profissionalismo, a qualidade e o jornalismo mineiro. Nossa redação fornece informações responsáveis ​​e confiáveis ​​todos os dias. Apoie a informação de qualidade, siga-nos pelas redes sociais – Facebook Instagram Twitter Whatsapp

 

Compartilhar esta notícia:


Comentários

Ainda não recebemos comentários. Seja o primeiro a deixar sua opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Redes sociais
Jornal Minas