09/set

Liminar interrompe greve no transporte intermunicipal de Nova Lima

A paralisação dos motoristas da Saritur, empresa de transporte coletivo em Nova Lima, iniciada nesta terça (8) foi interrompida por uma decisão do juiz Henrique Macedo de Oliveira. A liminar determinou o distanciamento dos manifestantes de 100 metros da garagem da empresa a fim de garantir a livre circulação de outros funcionários e ônibus no local.

O movimento que reuniu ontem cerca de 70 trabalhadores reivindica o cumprimento da concessionária em relação a obrigações trabalhistas. Dentre as reclamações, os manifestantes alegam sobrecarga de trabalho nos finais de semana, atrasos nos pagamentos de salários, férias e horas extras, além da redução do ticket refeição que era de R$454 para R$136. Eles ainda requerem o pagamento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – FGTS e também o adicional de função – pois além de dirigirem, também realizam cobrança de passagem.

Em resposta ao Jornal Minas, a Saritur solicitou que as informações fossem solicitadas ao Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano (Sintram).

A paralisação, no entanto, é questionada pelo Sintram que não reconhece a legitimidade do ato já que esta ação foi liderada “por pessoas que não representam a categoria e não pelo sindicato dos trabalhadores”. O órgão também anunciou que está apurando o que ocorreu.

 

Por Ana Carina Rodrigues

Compartilhar esta notícia:


Comentários


Anúncio


Redes sociais
Jornal Minas