11/jan

Burocracia e pandemia fazem Ford encerrar as atividades no Brasil – 5 mil postos de trabalho devem ser fechados

A montadora norte-americana Ford anunciou para este ano o encerramento de sua fabricação de veículos no Brasil. Nesta segunda-feira (11), a companhia informou o fechamento imediato da unidade de produção em Camaçari (BA), responsável pelos modelos Ka e EcoSport, além de prometer para o resto de 2021 a interrupção das atividades nas fábricas de Taubaté (SP), dedicada a motores e transmissões, e Horizonte (CE), voltada para jipes Troller T4. As vendas nacionais dos automóveis citados serão suspensas após o fim de seus estoques atuais, de acordo com o comunicado da empresa, e os modelos aqui comercializados passarão a ser importados.

A decisão integra a estratégia de reestruturação da Ford na América do Sul, que deve acarretar a demissão de 5 mil funcionários. Serão mantidos, porém, o funcionamento de sua sede administrativa regional e do Campo de Provas, em São Paulo, e do Centro de Desenvolvimento de Produto, na Bahia. No continente, seguirão ativas as fábricas da Argentina e do Uruguai.

“Estamos mudando para um modelo de negócios ágil e enxuto ao encerrar a produção no Brasil”, afirmou o presidente e CEO da montadora, Jim Farley. “A Ford está presente há mais de um século na América do Sul e no Brasil e sabemos que essas são ações muito difíceis, mas necessárias, para a criação de um negócio saudável e sustentável”, justificou.

Demissões

A Ford informa que 5.000 funcionários serão demitidos no Brasil e na Argentina. Neste momento, a fabricante não informa a quantidade de trabalhadores por unidade. “A companhia está definindo os planos de indenização e, nos casos em que se aplicar, ela será definida como parte do processo de negociação com os respectivos sindicatos” – Em comunicado, a Ford ainda informa que tomou a decisão após anos de perdas significativas no Brasil. A multinacional americana acrescenta que a pandemia agravou o quadro de ociosidade e redução de vendas na indústria.

Por Redação Jornal Minas

Siga Jornal Minas nas redes sociais

Facebook Instagram Twitter Whatsapp 

Compartilhar esta notícia:


Comentários


Anúncio


Redes sociais
Jornal Minas