30/dez

Decisão sobre fechamento do comércio em Belo Horizonte fica para a próxima semana

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), afirmou nesta quarta-feira 30, em coletiva de imprensa, que vai aguardar mais uma semana para anunciar se os serviços não essenciais vão ser novamente paralisados ou não na capital mineira.

De acordo com ele, os números é que irão dizer o que deverá ser feito. “Estamos em uma semana decisiva”, frisou.

Os últimos dados divulgados pela prefeitura sobre contágio e mortes relacionados ao novo coronavírus em Belo Horizonte, nessa terça 29, indicam que a transmissão está em queda na capital mineira.

Comercio é contra o fechamento

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-BH) divulgou nota pedindo ao prefeito que não determinasse a restrição das atividades. “Desde o processo de reabertura, iniciado gradualmente no início de agosto, o comércio, em sua ampla e imensa maioria, tem adotado todos os protocolos sanitários exigidos para os devidos cuidados com a saúde dos trabalhadores, consumidores e da população de modo geral. Uso de máscara, disponibilização de álcool em gel, atendimento sem aglomeração de pessoas é o que temos visto nos estabelecimentos que voltaram a abrir suas portas”, diz o texto.

O setor teme que novo recuo na flexibilização impacte negativamente a economia belo-horizontina. “O comércio é o responsável por 72% do Produto Interno Bruto (PIB) em nossa capital e gera mais de um milhão de empregos”, argumentam os empresários.

Siga Jornal Minas nas redes sociais

Facebook Instagram Twitter Whatsapp

Compartilhar esta notícia:


Comentários


Anúncio


Redes sociais
Jornal Minas