22/dez

Músicos, Pai e Filho fazem live de Natal – Projeto todos Pela Arte promove a cultura nova-limense

O músico Luís, integrante do grupo 7 Irmãos, divide o palco com o seu filho Deco na apresentação do grupo musical Luís & Deco e Banda, que também traz o talentos de Leonardo (guitarra), Vitor Diegues (teclado  e acordeon), Kadu (contrabaixo), João Gabriel (sax) , Lucas (trompete), Alex (percursão) e José (bateria).

Além da MPB, o repertório também inclui pop rock, Roberto Carlos, e mescla clássicos do pagode dos anos 90 que embalava a multidão na batida do grupo 7 irmãos, considerado até hoje, o mais famoso de Nova Lima. A novidade, fica por conta das músicas autorais de Luís Agenor (Deco) que, desde 2018, atua como compositor e produziu “Sem mais” e “Passatempo”, que são os maiores sucessos entre os fãs.

Já dizia Milton Nascimento “Todo artista tem de ir aonde o povo está”. E foi com essa premissa que, Luís & Deco e Banda, surgiu há quatro anos, com o objetivo de levar arte e cultura para regiões periféricas da cidade. A proposta de inclusão social redefiniria um novo espaço de apresentação musical. A ideia era promover a arte nova-limense, por meio de patrocínio público e privado, para moradores dos bairros Paulo Gaetani, Santa Rita, Alto do Gaia além de outros mais distantes, em vez de se concentrar apenas em praças centrais do município.

Mais que voltar aos palcos, a formação do novo grupo musical, com participação do seu primogênito, que hoje tem 21 anos, é para Luís, motivo de orgulho e também uma forma de estreitar o vínculo entre pai e filho. Para ele, sua relação com Deco é de total cumplicidade “é uma química muito forte. Quando improvisamos no palco, a sintonia é muito no olho, ele olha pra mim e sabe o que estou fazendo. Ele é um Luís melhorado. A minha sensação é de dever cumprido”, conta.

Cantor e professor de Música, Deco aprendeu a tocar aos quatro anos, influenciado pelo sucesso do pai e dos tios. Orgulhoso, Luís relembra, “desde pequeno ele ficava enroscado na minha perna e pegava o cavaquinho, enquanto eu tocava violão.”. A brincadeira de criança se tornou a profissão do jovem músico que segue os passos da família e, hoje, se dedica exclusivamente à arte. “Comecei a trabalhar a parte autoral e é o que quero seguir. Pretendo cursar a faculdade de Música e não penso em fazer outra coisa”, conta.

Atualmente, o conjunto se apresenta em datas especiais como a festa de Nossa Senhora do Pilar e ocasiões comemorativas como o Dia das Mães.

Agenda alterada em 2020

A pandemia, no entanto, alterou a agenda de shows e, foi dessa forma que, surgiu o Projeto Todos Pela Arte que tem como objetivo apoiar artistas nova-limenses, cuja categoria, de acordo com Luís, é uma das mais impactadas no cenário atual. “Com o coronavírus, os músicos foram os que mais sofreram com as restrições que temos de seguir para nos protegermos.  Ninguém quer contratar”, diz.

Além de patrocínios de empresas locais para a realização das lives, a iniciativa também conta com doações que podem ser realizadas pelos canais disponíveis no instagram do projeto, pelo link https://instabio.cc/todospelaarte.

A live do Projeto Todos pela Arte, que será transmitida hoje (22), às 19h30, pelo canal do Todos Pela Arte no Youtube, promete unir fãs de duas gerações nova-limenses na plataforma.

Por Ana Carina Rodrigues

Siga Jornal Minas nas redes sociais

Facebook Instagram Twitter Whatsapp

Compartilhar esta notícia:


Comentários


Anúncio


Redes sociais
Jornal Minas