23/mar

Polícia prende suspeito de matar cunhada em Itabirito, corpo foi encontrado próximo a Rio Acima

Em Itabirito, um caso que era investigado como desaparecimento após denúncia anônima, hoje é considerado o assassinato de uma mulher. A prisão ocorreu no último dia 17 e o caso foi apresentado pela Polícia Civil nesta segunda-feira (22), o cunhado da vítima era o principal suspeito do crime.

 

Cléria Aparecida, de 44 anos foi vista pela última vez no dia 26 de fevereiro. Após denúncia anônima sobre o desaparecimento da mulher, a polícia deu início a uma investigação preliminar e procurou seu paradeiro.

Leia: Corpo de mulher é encontrado na divisa entre Itabirito e Rio Acima

No início deste mês, foram encontrados alguns pertences da vítima, entre documentos, carteiras e roupas íntimas, que indicavam a ocorrência de um crime.

Segundo o delegado Frederico Mendes, vários familiares da mulher foram ouvidos durante a investigação.

Entre eles, um homem de 42 anos, cunhado da vítima. Na primeira audiência ele negou qualquer envolvimento no crime. Porém, segundo a Polícia Civil, o homem deu declarações estranhas e fora de contexto, o que chamou a atenção dos investigadores.

A motivação do crime seria sexual, eles moram na mesma casa, e a possível recusa da vítima em manter relações com o homem pode tê-lo levado a cometer o crime. A prisão preventiva foi solicitada por risco de outro feminicídio, contra a própria esposa e irmã da vítima.

Anúncio

A linha de investigação aponta que o crime ocorreu na residência. O homem responderá por homicídio e ocultação de cadáver, após ser preso alegou legítima defesa, versão que contradiz a cena do crime, já que a vítima se encontrava com a boca lacrada com fitas adesivas e 12 costelas quebradas. Segundo o delegado o homem é investigado por crime de estupro na região de Ouro Preto.

Por Redação
Siga Jornal Minas nas redes sociais
Facebook Instagram Twitter Whatsapp 

 

Compartilhar esta notícia:


Comentários


Anúncio


Redes sociais
Jornal Minas