09/mar

Prefeita de Contagem pressiona e João Marcelo decreta toque de recolher em Nova Lima

A Prefeita de Contagem Marília Campos (PT) se reuniu na tarde desta segunda-feira (8) com demais integrantes da GRANBEL (Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte), entre eles o prefeito de Nova Lima João Marcelo (Cidadania).

Após assumir a frente das articulações para enfrentar a pandemia do novo coronavírus, a petista propôs a criação da onda lilás, uma alusão aos planos do Minas Consciente. O objetivo seria criar mais medidas restritivas para diminuir a circulação de pessoas e tentar conter a disseminação do vírus.

Campos diz que não vai esperar o colapso do sistema de saúde para tomar decisões para conter o avanço da doença. “Propus aos prefeitos da Granbel que adotassem a onda roxa para evitar o colapso, mas somente cinco prefeitos foram a favor. A maioria votou pela permanência na onda vermelha. Então sugeri a criação da onda lilás que terá algumas restrições da onda roxa”, explicou.

Após o encontro, João Marcelo usou as redes sociais para anunciar o novo decreto válido a partir desta terça-feira (9), que determina toque de recolher das 20h às 5h.

De acordo com o documento da prefeitura de Nova Lima, apenas trabalhadores dos serviços essenciais poderão se deslocar nesse intervalo de tempo.

Anúncio

Nesse caso, o profissional deverá apresentar documento que comprove sua filiação à atividade em questão, como crachá, contrato ou carteira de trabalho.

Quem desrespeitar estará sujeito à multa.

Fazem parte dos serviços essenciais o setor de alimentos (bares e restaurantes somente via delivery), serviços de saúde, bancos, construção civil, transporte público, postos de combustível, lavanderias e oficinas mecânicas.

O mesmo vale para indústrias da cadeia de atividades essenciais, serviços de TI, imprensa e serviços de interesse público (água, esgoto, funerárias, Correios etc.).

A prefeitura também proibiu o consumo de bebidas alcoólicas em bares e restaurantes. Além disso, eventos públicos e privados estão vedados.

Veja o decreto na íntegra.

DECRETO 11.036

Por Thiago Carvalho

Siga Jornal Minas nas redes sociais

Facebook Instagram Twitter Whatsapp

Compartilhar esta notícia:


Comentários


Anúncio


Redes sociais
Jornal Minas