28/set

Preso por “rachadinha”, ex-vereador concorre a eleição em Itabira

O ex-vereador Weverton Júlio Freitas Limões, o “Nenzinho” preso em 2019 pela pratica de “rachadinha” – desvio de verba, em que o recurso destinado à contratação de servidores é, na prática, enviado para o próprio contratante por meio de repasse de parte de parte do salário dos funcionários. – na Câmara Municipal de Itabira irá concorrer a reeleição neste ano.

Condenado a 6 anos de prisão o vereador responde o processo em liberdade, segundo as investigações  Nenzinho obrigava funcionários a devolver parte dos salários recebidos ao longo dos últimos anos. Polícia Civil, informa que  foram colhidos nos autos elementos concretos da prática, caracterizando os tipos penais previstos nos artigos 316 (concussão) e 288 (associação criminosa).

De acordo com a denúncia do Ministério Público Estadual, entre abril de 2017 e junho de 2019, pelo menos dois servidores foram obrigados a abrir mão de parte de seus salários. Eles foram contratados para trabalhar no gabinete de Weverton com salários de R$ 3,8 mil mensais.

As investigações seguem em segredo de Justiça. Nenzinho concorre as eleições 2020 pelo Partido Social Democrata (PSDB), à época da prisão ele cumpria mandado pelo Partido de Mobilização Nacional (PMN) na cidade de Itabira.

O vereador ficou preso durante 4 meses por obstrução das investigações e coação a testemunhas, solto em novembro 2019. Com a decisão da Justiça, e pelo regimento interno da Câmara, o vereador poderia reassumir a sua cadeira no legislativo itabirano. Porém, isso não ocorreu uma vez que, a liberdade foi condicionada a medidas cautelares que tem que cumprir.

Entre essas medidas está a proibição do acusado aproximar-se das testemunhas e também de entrar na Câmara Municipal. Com isso, o vereador não teve como reassumir o seu mandato, que está suspenso. Para a sua cadeira assumiu o suplente, o vereador José Júlio Rodrigues (PP).

Nenzinho não declarou bens à justiça eleitoral e o processo esta em análise.

A data das eleições 2020 foi adiada para o mês de novembro devido à pandemia do COVID-19. O primeiro turno será dia 15 e, o segundo, no dia 29.

Por Thiago Carvalho

Compartilhar esta notícia:


Comentários


Anúncio


Redes sociais
Jornal Minas