07/jun

Trabalhador desmaia e morre ao cair em tubulão de obra em Nova Lima

Um trabalhador de 45 anos morreu na tarde desta segunda-feira (7) depois de cair dentro do tubulão de uma obra no Vale do Sereno, em Nova Lima. O acidente aconteceu pela manhã, e o operário foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital de Nova Lima. A vítima sofreu uma parada cardiorrespiratória.

O Corpo de Bombeiros mobilizou seis viaturas para fazer o resgate e o helicóptero Arcanjo 03 chegou a ser solicitado. De acordo com informações iniciais passadas pelos militares, o homem teve falta de ar e desmaiou dentro do tubulão, que tem aproximadamente 6 metros de altura. Ele precisou de receber manobras de ressuscitação ao ser retirado da estrutura.

Segundo o vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção de Belo Horizonte e Região, Vilson Valdez da Silva, o homem trabalha para uma empreiteira terceirizada que faz fundações. Ele estava acompanhado por colegas de trabalho quando se sentiu mal. “Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para o hospital de Nova Lima, ainda não sabemos qual é o estado de saúde, mas sabemos que ele estava muito mal ao ser atendindo”, afirmou o sindicalista. Valdez contou que a segurança do trabalho da obra foi acionada e prestou os primeiros socorros. Essas informações foram prestadas pela manhã de segunda-feira, e na parte da tarde o hospital indicou a morte do funcionário.

A obra pertence à empresa EPO, que informou que “o incidente ocorreu enquanto o operário realizava suas atividades rotineiras dentro do tubulão, seguindo todas as normas de segurança e com os devidos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs)”.  Inicialmente haviam dúvidas se o trabalhador havia caído dentro do tubulão, situação que foi esclarecida pelos funcionários que estavam no local e disseram que ele teve um problema de saúde dentro da escavação, mas não se acidentou na obra.

Leia na íntegra o posicionamento da empresa:

​O Grupo EPO informa que o incidente ocorreu enquanto o operário realizava suas atividades rotineiras dentro do tubulão, seguindo todas as normas de segurança e com os devidos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). A construtora  lamenta o ocorrido e informa que a equipe de segurança da obra prestou assistência ao trabalhador até a chegada do Corpo de Bombeiros. A construtora está apurando o que ocorreu e aguarda a conclusão do laudo médico. A empresa reitera que está prestando todas as assistências necessárias.

Por Redação

JORNAL MINAS reforça seu compromisso com o profissionalismo, a qualidade e o jornalismo mineiro. Nossa redação fornece informações responsáveis ​​e confiáveis ​​todos os dias. Apoie a informação de qualidade, siga-nos pelas redes sociais – Facebook Instagram Twitter Whatsapp

Compartilhar esta notícia:


Comentários


Anúncio


Redes sociais
Jornal Minas