18/maio

Vale abre vagas para jovens aprendizes em Nova Lima, Itabirito e outras cidades de Minas

A mineradora Vale abriu inscrições para o Programa Jovem Aprendiz 2021 nesta segunda-feira (17). O cadastro deve ser feito até o próximo dia 31, e são 1.000 vagas disponíveis entre os Estados de Minas Gerais, Pará, Bahia, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo e Rio de Janeiro.

De acordo com a empresa, a iniciativa objetiva “ampliar as possibilidades de crescimento profissional e inserção qualificada de jovens no mercado de trabalho”.

Em Minas, são cerca de 500 vagas distribuídas entre Barão de Cocais, Itabira, Itabirito, Mariana, Nova Lima, Ouro Branco e São Gonçalo do Rio Abaixo.

Para participar, é preciso ter ensino médio completo e ter idade entre 18 e 22 anos. Há também vagas para pessoas com deficiência, sem limite de idade.

“Os candidatos só poderão se inscrever para vagas no estado onde residem, mesmo em locais em que o trabalho seja 100% remoto, e ter disponibilidade para trabalhar pelo período de 6h”, informa a Vale em nota à imprensa.

As inscrições devem ser feitas por meio deste link.

O programa pode durar até dois anos e escolhidos receberão um certificado ao final do processo.

‘A seleção será dividida em seis etapas, todas eliminatórias. As fases incluem inscrições e avaliações, dinâmica de grupo, painel com gestores e gestoras, exames médicos admissionais e divulgação de resultados. Todas as etapas do processo devem ser acompanhadas pelo site”, detalha a empresa.

Escolhidos terão direito a bolsa, assistência médica, seguro de vida, transporte e “programa de assistência ao empregado”, segundo a Vale. Durante a fase prática das atividades, também é oferecido vale-alimentação e refeição.

Por Redação

JORNAL MINAS reforça seu compromisso com o profissionalismo, a qualidade e o jornalismo mineiro. Nossa redação fornece informações responsáveis ​​e confiáveis ​​todos os dias. Apoie a informação de qualidade, siga-nos pelas redes sociais – Facebook Instagram Twitter Whatsapp

Compartilhar esta notícia:


Comentários


Anúncio


Redes sociais
Jornal Minas