27/dez

Estudo mostra que Raposos e Rio Acima tem maior vulnerabilidade às chuvas

Era início de 2020. Em poucos minutos, o nível do rio das Velhas subiu tanto que atingiu casas e comércios nas partes mais baixas de Raposos, na região metropolitana de BH. A inundação atingiu até telhados e desabrigou quase metade da população da cidade, construída às margens do leito. Passados quase dois anos, o risco se mantém: o município é o mais suscetível a alagamentos e deslizamentos de terra na região, com 32,5% do território considerado de alto risco, Conforme o Serviço Geológico do Brasil, ligado ao Ministério de Minas e Energia. Na sequência, estão Rio Acima, com 26% da área, e Nova Lima, com 20%.

O órgão já fez mapas de suscetibilidade às chuvas também em BH e em outros seis municípios da região: Betim, Contagem, Ibirité, Sabará Santa Luzia. Coordenador executivo do estudo, Raimundo Costa da Conceição explicou que o objetivo do trabalho, que em Minas mapeou 52 cidades, é indicar localidades onde há maior potencial de ocorrerem movimentos de massa, como deslizamentos e queda de blocos, além de inundações. As áreas são categorizadas em classes: alto, médio e baixo risco.

“A população interfere no meio físico (da área urbana). No momento de construir uma casa, às vezes, acaba se cortando a encosta, desmatando, removendo algumas variáveis naturais”, observou o pesquisador. Por isso, o trabalho busca orientar os municípios quanto ao planejamento urbano, ajudar a tomar decisões e definir um plano diretor eficiente, além de estabelecer as ações são mais urgentes, para assim, evitar desastres com chuvas.

Também são formados aproximadamente 900 voluntários, treinados para ajudar a identificar sinais de movimentação de terreno em áreas de risco e prestar primeiros-socorros.

O especialista exemplificou: “A cidade, por crescer para a região Norte, é mais plana e não vai inundar, e, na porção Sul, há muitas áreas de encostas onde pode haver deslizamentos”.

Por Redação

O JORNAL MINAS reforça seu compromisso com o profissionalismo, a qualidade e o jornalismo mineiro. Nossa redação fornece informações responsáveis ​​e confiáveis ​​todos os dias. Apoie a informação de qualidade, siga-nos pelas redes sociais – Facebook Instagram Twitter Whatsapp

Compartilhar esta notícia:


Comentários

Ainda não recebemos comentários. Seja o primeiro a deixar sua opinião.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Redes sociais
Jornal Minas