27/nov

Vale testa sirene da Barragem de Macacos amanhã (28), em Nova Lima

O sistema de alerta por sirenes das barragens da Mina de Águas Claras, empreendimento da Vale, em Nova Lima, entra em funcionamento e vai soar para testes neste sábado (28), por volta de 10h, de acordo com a mineradora. Confira os locais onde se ouvirá as sirenes.

O trabalho tem apoio das Defesas Civis estadual e municipal, sendo que toda a população das Zonas de Auto Salvamento (ZAS), que inclui partes baixas do centro e comunidades que poderão ouvir os sinais foram previamente avisadas de que se trata de um teste e de que não será necessário nenhuma atitude de resposta.

Em 16 de fevereiro de 2019, soou a sirene da Barragem B3/B4, também da mineradora, no distrito nova-limense de São Sebastião das Águas Claras (Macacos) e centenas de habitantes tiveram de deixar às pressas o lugar onde se encontravam. Essa estrutura está sendo desmanchada.

No mês passado a mineradora informou que realiza trabalhos com as defesas civis de Nova Lima, Ouro Preto, Itabirito, Congonhas e Belo Vale para que até dezembro os sistemas de alerta por som estejam implantados se sigam realizando testes como parte da implementação do Plano de Ação de Emergência para Barragens de Mineração (PAEBM).

“O objetivo é assegurar o adequado funcionamento do sistema sonoro, em cumprimento à legislação vigente. O procedimento consiste no acionamento das sirenes para teste técnico dos equipamentos – antes do toque, será emitida uma mensagem reforçando que se trata de um teste”, informa aVale.

O sistema de sirenes das barragens 5-MAC, 6, 7A e 7B, localizadas na Mina de Águas Claras, em Nova Lima poderá ser ouvido além da ZAS, no Bairro Espírito Santo, em Raposos, e nos bairros de Nova Lima: Alvorada, Montanhês (Silicóticos), Vila Maria do Carmo ,Cabeceiras, Retiro ,Olaria, Quintas, Quintas II, Centro, Bom Jardim, Rosário, Boa Vista, Mingu, Bonfim, Cruzeiro, Galo, Matadouro, Vila Operária, Vila Passos, Vila Lacerda, Vila Padre Valeriano, Cristais, Cristais II, Vila Marise, Barra do Céu, Cariocas, Vale das Araras, Residencial Sul e Condomínio Village Royale. Essa é uma estimativa, podendo o alcance do som ser menor ou ampliado para além das localidades citadas.

“A partir de janeiro de 2021, a Vale manterá uma rotina mensal de testes das sirenes, quando o som passará a ser de música instrumental. Eles serão realizados todo dia 8, por volta das 10h”, informa a empresa.

A Mina de Águas Claras está paralisada desde 2002 e a Vale mantém no local atividades administrativas. As barragens estão inativas e apenas a 5-MAC é de rejeitos, sendo as demais de sedimentos.

A estrutura 7B tem Declaração de Condição de Estabilidade (DCE) positiva; 5-MAC, 6 e 7A encontram-se no nível 1 de emergência do PAEBM, que não requer a evacuação da população a jusante. As barragens da empresa passam por inspeções rotineiras de campo e são monitoradas permanentemente por uma série de instrumentos e pelo Centro de Monitoramento Geotécnico (CMG).

Por Redação Jornal Minas

Compartilhar esta notícia:


Comentários


Anúncio


Redes sociais
Jornal Minas