27/dez

Eleição da Câmara Municipal de Nova Lima pode ser decidida pela idade

Disputa pode ser entre o estreante na Casa, Anisinho, ou o veterano Boi, que vem para seu segundo mandato.

Há cinco dias da posse dos eleitos no pleito desse ano, os bastidores na Câmara Municipal se agitam por conta da formação da mesa diretora, que comandarão a casa em 2021 e 2022.

Sangue novo

De um lado, o grupo 100% estreante no Legislativo. O bloco é formado pelos eleitos: Anisinho (PTB), Claudinho Valle (PP), Thiago Almeida (PT) Viviane Matos (DEM) e Zelino (PP) que se denominam a “renovação” da Casa e afirmam estar “em busca de mudanças para atender os anseios das urnas”.

A afirmação foi feita pelo declarado candidato à presidência do grupo, Anísio Clemente, o Anisinho. “A população pediu por renovação na Câmara Municipal de Nova Lima. Com esse espírito, os vereadores eleitos [se referiu a uma foto], todos em seu primeiro mandato, estão em buscas de mudanças, para atender os desejos das urnas”, declarou o ex-presidente do Villa que termina a publicação com felicitações para o ano novo.

Vereadores: Zé Lino, Tiago Almeida, Viviane Mattos, Claudinho Valle, Anisinho

 

Em contato com o Jornal Minas, Anisinho disse estar tranquilo que a construção do de seu nome foi pensado em conjunto visando o melhor para Nova Lima, e mantem uma boa relação com o prefeito eleito João Marcelo e afirmou diálogo e consenso para construção de projetos que favoreçam o crescimento do município.

+ Notícias de Nova Lima

Experiência

Já os outros cinco, que se dividem em dois novatos, Juliana Salles e Danúbio Machado, ambos do Cidadania. No time com experiência na casa estão os vereadores Álvaro Azevedo (Avante), Tiago Tito (PSD) e Boi (PSL) que pode ser o candidato á presidência indicado pelo grupo que se intitula “inovação e experiência”.

Ao publicar uma foto, ao que parece o fim de uma reunião, Salles afirmou que “focados no diálogo e na construção coletiva através da participação popular, nos unimos apara criar uma gestão compartilhada na Câmara Municipal, um novo modelo onde todos e todas terão voz”.

Vereadores: Juliana Sales, Danúbio, Tiago Tito, Boi, Álvaro Azevedo

 

Silêncio no grupo

Procurados, nenhum dos vereadores quis comentar sobre a indicação do grupo, porém, aposta-se que o candidato seja o vereador Boi, por conta da sua idade, já que em caso de empate (desenho dos grupos divididos), a vaga fica com o mais velho, segundo regulamento da Câmara. Em caso de outro candidato pelo grupo e certamente empatando Anisinho garantiria a vaga.

Contudo, o nome do vereador Boi não é unanimidade dentro do grupo, já que alguns vislumbram desdobramentos da Operação Leonino, da Polícia Civil, realizada na semana passada.

Leia: Rachadinha e superfaturamento podem chegar a 3 milhões de reais na Câmara de Nova Lima

Entenda a eleição

A Lei Orgânica do Município de Nova Lima permite que os dez vereadores disputem os cargos da mesa: presidente, vice-presidente e secretário. Porém, formam-se grupos em torno de um nome, quem obter maioria simples é eleito, no caso de empate a vitória fica com o vereador mais velho, sendo José Carlos Boi nascido em 1954, dois anos mais velho que Anisinho, nascido em 1956. Caso o escolhido do grupo “inovação e experiência” seja outro, o eleito será Anisinho se mantido esta configuração.

Novo governo e o pleito Legislativo

A tendência é que o futuro governo, liderado por João Marcelo (Cidadania) esteja ao lado do grupo “inovação e experiência”, já que os dois veadores do partido, além do vereador Tiago Tito, que segundo apurado pela nossa equipe é o favorito do futuro prefeito para o cargo, estão alinhados.

Entramos em contato com a assessoria de João Marcelo para comentar e ainda não obtivemos retorno.

Leia: Novo governo em 2021: saiba quem é quem na equipe de João Marcelo em Nova Lima

Por Thiago Carvalho

Colaboração de Luis Dutra

Siga Jornal Minas nas redes sociais

Facebook Instagram Twitter Whatsapp

Compartilhar esta notícia:


Comentários


Anúncio


Redes sociais
Jornal Minas