26/mar

Nova Lima, Nossa Gente! – O carismático Claudinei Batista

Hoje na coluna Nova Lima, Nossa Gente! Vamos conhecer um pouco da história de Claudinei Batista, que deixou a estabilidade do funcionalismo público e embarcou na aventura de se tornar um empreendedor no Brasil.

Claudinei Batista, nova-limense, 48 anos, casado, pai de três filhos, Dian, Agata, Agnes.

O servidor público

Claudinei Batista foi aprovado em concurso público em 2004. É um dos fundadores do SINDSERP (Sindicato dos Servidores Públicos de Nova Lima). Sempre muito atuante entre os servidores públicos, neste período apresentou  propostas para o desenvolvimento da categoria. Tais como a melhoria das condições de trabalho, o fim do assédio moral, a igualdade no trabalho e a valorização do funcionário público.

Ao todo foram nove anos de dedicação ao servidor público, quando devido a desentendimentos com outros sindicalistas, ele decidiu se retirar desta frente de atução, porém continou reinvindicando melhores condições de trabalho.

Depois de regressar ao quadro de pessoal, dirigiu-se à Secretaria do Ambiente para prestação de serviços. Claudinei foi o responsável pela implementação do projeto “Horta Bolsa Verdura”, onde colaboradores e visitantes trocavam hortaliças por sementes, sendo também responsável pelo restruturação dos sistemas de irrigação do Centro de Educação Ambiental.

O empreendedor

A maioria dos empreendimentos nasce de insatisfações ou sonhos pessoais, o que não foi diferente para o persistente Claudinei, que insatisfeito com as limitações de crescer dentro de uma estrutura pública e com seu sonho empreendedor cada vez mais latente, decidiu fundar a Claudinei Batista Cirilo CBC Pinturas. A empresa presta serviços de pintura de casas e edifícios em Nova Lima e região metropolitana.

“Nova Lima possui um grande mercado consumidor, são muitas construções em andamento na região, com a boa qualidade dos serviços, meu network cresceu, tenho muita proposta de trabalho, isto possibilitou dedicar ao meu negócio com exclusividade”, diz Claudinei que atua no mercado de pintura desde 2019.

Afirma ainda que apesar de todas as dificuldades enfrentadas pelos empreendendores, não se arrepende de ter trocado a estabilidade e a segurança do emprego público pelos seus sonhos empresariais e disse que vale a pena ter o seu próprio negócio.

Anúncio

Pandemia e trabalho

Segundo ele, o mundo está em um dilema, lockdown, toque de recolhe e fechamento de comércio são necessários. “É  razoável, temos que compreender, a pandemia é apavorante e precisa ser contida, porém as pessoas precisam de empregos e para isso a economia tem que movimentar, voltar ao normal, se a economia estagnar, o mundo entrará em colapso. Neste momento, é necessário que as autoridades criem alternativas para as pessoas que não têm trabalho em casa, não perderem a dignidade e ter condições mínimas de vida.”

Uma frase para a população.

“Na vida você não pode forçar alguém te valorizar, mas você pode recusar ser desvalorizado”.

Empreendedor, nova-limense, carismático, sempre alegre e de muitos amigos, Claudinei Batista, é nossa gente! Até a próxima sexta-feira.

Conheça a história de outros nova-limenses nos links abaixo:

Siga Jornal Minas nas redes sociais
Facebook Instagram Twitter Whatsapp 

Compartilhar esta notícia:


Comentários


Anúncio


Redes sociais
Jornal Minas